"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
15/09/2019
Estás trabalhando para a Nova Igreja
 

Estás trabalhando para a Nova Igreja

https://farm9.staticflickr.com/8573/16232845048_f2d378ca25_o.jpg

Sinal de festa

Sou Monsenhor Pranzini, escreve.

Lembras, Don Octtavio, do dia em que na Catedral de Mirandola eu te ordenei padre em 12 de março de 1932? Doze centímetros de neve caíram naquela noite, e eu, teu bispo, te disse que a queda de neve não foi acidental, mas que constituía um "sinal", um sinal de festa, um sinal que a Divina Providência quis dar para confirmar uma intuição minha com relacão a ti, para confirmar que tua ordenação foi importante na vida da Igreja. Te disse abertamente que aquela nevasca era de bons auspícios, porém tu não parecia ter me entendido, e assim foi, de fato, tu não acreditastes nas minhas palavras. Aquela queda de neve a ti não te disse nada, mas a mim me disse muito, me disse que teu sacerdócio estava marcado como incomum e que tive a confirmação do Céu ... e tu agora as tem.

Conheces já as características de tua missão sacerdotal: coloque sobre a mesa o problema central da Pastoral de toda a Igreja Universal. É um problema de substância, é um problema central, sem o qual os outros problemas eclesiais não têm razão de existir. Como, Dom Octtavio, pode ser explicado que a Igreja, Verdadeira, Santa, Católica e Apostólica, foi obscurecida a ponto de esquecer sua razão de ser no mundo, mesmo que nos últimos tempos tenha tido como Chefes visíveis homens santos, como fizeram os pontífices que sucederam na cadeira de Pedro nos últimos cem anos?

A Igreja, um mistério em que o humano e o divino se encontram

Don Octtavio, tu sabes que a Igreja é um mistério no qual o humano e o divino se encontram, se entrelaçam e se fundem. A parte humana, enquanto admiravelmente unida à parte divina, é sempre humana e, portanto, está sujeita aos males que surgem de uma natureza ferida e enfraquecida pelo primeiro pecado. A história se repete, apesar de mais do que se repetir, a história da natureza humana desde o momento de sua ferida mortal está sempre sob a perseguição incansável de seu Inimigo mortal, e se não se defende e não é defendida; é inexoravelmente enrolada; pobre natureza humana.

Por outro lado, sabes muito bem que a Igreja é um "corpo", um corpo verdadeiro; social, mas real e em cujo vértice supremo é o Divino Redentor, Jesus, a Palavra de Deus feita Carne, e junto com Ele está Seu Vigário na Terra. Agora, a cabeça divina e humana governa e move o corpo inteiro através dos membros, nem mais nem menos do que acontece no corpo humano, da cabeça saem todas as ordens que movem os outros membros. Assim na Igreja: Sua cabeça e desde seu vértice vêm os impulsos que colocam em movimento os diferentes membros, mas enquanto os vários membros do corpo humano, olhos, boca, pernas, braços, etc. não são livres nem inteligentes e, portanto, permitem-se ser livremente administrados pelo vértice. No corpo social que é a Igreja, os membros são livres e inteligentes e fazem parte desse corpo ferido e contaminado e, portanto, são facilmente Influenciáveis por seu amargo inimigo: os poderes sombrios do mal sempre à espreita, aqueles que forçam sua liberdade, e melhor e mais fácil eles podem fazer quando o sujeito, alvo de sua ação maléfica, se deixou envolver pelos germes do mal inoculado no momento da queda original.

Nenhum resultado positivo sem sofrimento

Em outras palavras, Don Octtavio, contaminado o cérebro daqueles que estão no ápice da Igreja, a contaminação por força maior se espalha por toda a Igreja ... foi te dito e não te esqueças, de que a escuridão espiritual que cerca a Igreja é originada pelo orgulho.

Agora compreende-me: quem chega ao governo das igrejas locais através de confusões e intrigas, que brotam de ambição, é um intruso que não age movido por humildade nem por amor, mas, pelo contrário, age na Igreja por ambição e egoísmo como um mercenário.

Eis por que tantos hoje não são "padres", mas burocratas e funcionários, que nada têm a invejar aos burocratas e funcionários de uma sociedade sem Deus e, portanto, sem amor.

Don Octtavio, é terrível, mas é assim. Entenda, então, por que, com tanta insistência, te foi sugerido a propor novamente para o estudo da Igreja o problema fundamental de sua própria razão de ser no centro do mundo e dos povos e esta é a luta sem trégua entre a Luz e as Trevas, entre Deus e Satanás, entre o Bem e o Mal. Não te assuste, portanto, em seguir as mensagens impregnadas todas pelos mesmos apelos sobre o maior problema da Pastoral.

Estás trabalhando para a Nova Igreja e deve ser uma fonte de alegria para ti que esse trabalho esteja intimamente ligado à Cruz. Não haveria resultado positivo de tua missão sem o sofrimento que tu já sabes e logo saberás mais.

Todo-Poderoso e Deus Trino, a Eterna Palavra de Deus, pessoalmente presente em Sua Igreja em união com a Mãe Santíssima, abençoe-o, abençoe-o, agora e para sempre.

Mons. Giovanni Pranzini

Do livro "Confidências de Jesus a um Sacerdote", de Mons. Ottavio Michelin

Fonte: https://religionlavozlibre.blogspot.com/2019/09/estas-trabajando-para-la-nueva-iglesia.html?

 
 
 

Artigo Visto: 825 - Impresso: 6 - Enviado: 1

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.719.235 - Visitas Únicas Hoje: 286 Usuários Online: 86