"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
03/11/2018
Uma Cadeia de Amor
 

Uma Cadeia de Amor

https://deusilusao.files.wordpress.com/2011/10/jesus1.jpg

Meu filho, escreve:

Já foi dado a ti informações sobre as contradições da pastoral moderna. Te foi dado a conhecer a raiz de todas as contradições que podes encontrar na Igreja. Te foi falado sobre isto em mensagens que farás chegar aos Bispos e Sacerdotes: são parte da Minha última chamada, antes que a avalanche os atropele.

O que deverão fazer Bispos e sacerdotes contra um inimigo, numericamente e intelectualmente superior e superior por natureza?

Um inimigo bem organizado, que não tem outros objetivos do que derrotar seu adversário, é confrontado com a coragem de querer derrotar. Devem usar todas as indicações e os meios que Eu com a palavra, com o exemplo e com Minha redenção os tenho indicado.

Preceder aos fiéis

Com a palavra:

As palavras dirigidas aos Meus Apóstolos eram também para vós "para derrotar certos demônios é preciso muita oração e muita penitência". É um ótimo programa para colocar em prática.

Um pastor de almas santo deve levar em consideração essas palavras, ele deve meditá-las e traduzi-las na realidade concreta de sua vida diária. Ele deve preceder os fiéis, sendo ele o primeiro de sua Igreja, mestre e guia, o pai de sua Igreja.

Um pastor que vive na fé, penetrado de humildade e amor pelas almas, não pode deixar de notar o dever imperativo de ser o primeiro entre todos os combatentes de sua Igreja.

É por isso que ele começa com uma ação de auto-defesa. É bem sabido que todo bom comandante é uma presa ardentemente desejada por seus adversários. Deve ser imunizado e salvaguardar-se com a oração, em particular a Santa Missa e o Rosário, desinfectar espiritualmente os ambientes em que vive, fazendo uso da água benta. Aspergir inclusive na casa em que vive e benzer-se a si mesmo e aos outros da família!

Quantas incompreensões, quantas desgraças, quantas palavras causam sofrimento para si e para os outros se suscitam pelo Espírito da discórdia!

Se este simples exorcismo fosse feito em todos os ambientes onde os Bispos e Sacerdotes vivem, quanto mal seria evitado, quantas energias espirituais poderiam ser colocadas a serviço do bem, enquanto se vê altos purpurados que pouco se diferenciam dos funcionários comuns ou chefes de Governo Civil e de Comissário!

Um momento de oração

Os Bispos, os verdadeiros comandantes dos oficiais, os sacerdotes e os soldados, os fiéis comuns, têm a obrigação sacrossanta de se preocuparem com a segurança espiritual de seus súditos, seus filhos, se realmente se sentirem verdadeiramente pais.

Eles devem combinar uma ação comum, uma Cadeia de Amor, uma arma formidável capaz de pôr em fuga o inimigo, embora mais numerosos e potencialmente mais forte, pelo menos por natureza.

Como organizar esta Cadeia de Amor?

Formando grupos de oração, abordando os grupos existentes, comprometendo-os, quando possível, em uma hora diária de oração e do oferecimento dos seus próprios sofrimentos para sustento aos sacerdotes chamados pelo Bispo para a função de abençoar. Com a experiência destes sacerdotes deverão organizar uma ação sábia e prudente contra a obra de Satanás. A ação prudente não quer dizer inexistente, mas apenas inteligentemente operante.

Se os Pastores de almas não compreenderam a urgência de agir de acordo com esta diretiva, isso significaria que eles não são pastores de almas, mas burocratas que nada têm a invejar a muitos que se encontram nos ministérios e cargos civis, cuja característica é muitas vezes a de nunca deixar transparecer o que são ou o que fazem.

Não se afronta um inimigo, como são as forças obscuras do inferno, por parte daqueles que têm responsabilidades sociais, isoladamente, mas apenas coletivamente.

Meu querido filho, agora te abençoo e, contigo, aqueles que, encorajados pela fé, estarão ao teu lado para contribuir, de qualquer forma, para a difusão do quanto te expus.

Me ame e repare.

(Mensagem de Jesus de 17 de junho de 1976)

Do livro "Confidências de Jesus a um Sacerdote", de Mons. Ottavio Michelin

Fonte: http://www.santisimavirgen.com.ar/michelini/mensajes.htm

 
 
 

Artigo Visto: 723 - Impresso: 11 - Enviado: 1

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.278.930 - Visitas Únicas Hoje: 621 Usuários Online: 142