"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
09/07/2018
Milagre Eucarístico de Blanot – França, 1331
 

Milagre Eucarístico de Blanot – França, 1331

http://1.bp.blogspot.com/_dsT4QmYd5gU/TA--HWhSq7I/AAAAAAAAAKA/6nT0zkz_8k8/s1600/blanot_1.JPG

No Milagre Eucarístico de Blanot, durante a Missa de Páscoa do ano de 1331, no momento da Comunhão, o sacerdote, sem querer, deixou cair um pedacinho de Hóstia sobre a toalha. O pároco quis imediatamente recolhê-lo, mas foi impossível, o fragmento tinha se transformado em Sangue e deixou uma mancha espessa na toalha. Até hoje no vilarejo de Blanot se conserva a Relíquia da toalha manchada de Sangue.

No século XIV, Blanot era um pequeno vilarejo no centro da França e fazia parte da diocese de Autun. No ano em que esse Milagre ocorreu, o Bispo da cidade, Pierre Bertrand, mandou que um oficial da cúria, chamado Jean Jarossier fizesse uma investigação. Por isso, o relatório detalhado dos fatos ainda está disponível: “No dia da Páscoa do ano de 1331, na Hora Prima, o padre Hugues de la Baume, vigário de Blanot, celebrou a primeira Missa do dia, mas quando foi dar a comunhão a Jacquette, viúva de Regnaut d’Effour, um fragmento da Hóstia caiu na toalhinha que dois “probiviri” (1) seguravam. Um deles se chamava Thomas Caillot. A senhora Jacquette não percebeu nada, mas Thomas viu a partícula caída e avisou ao sacerdote que já estava colocando a píxide sobre o Altar: “Reverendo, regressa porque o Corpo de Nosso Senhor caiu da boca dessa senhora sobre a toalha”. O celebrante regressou imediatamente para recolher o pedacinho, mas de repente a fração, que equivalia a um quinto da hóstia, desapareceu e no seu lugar apareceu uma gota de sangue. Vendo isso, o Vigário levou a toalha para a sacristia e começou a lavar com água a parte onde o sangue aparecia. Porém, mesmo depois de ter lavado e esfregado a toalha repetidas vezes, a gota ficava cada vez mais vermelha e mais ampla.

http://3.bp.blogspot.com/_dsT4QmYd5gU/TA--G3KWOQI/AAAAAAAAAJ4/_1Q20yC4kfI/s1600/blanot_2.JPG

O Vigário maravilhado e comovido pediu uma faca emprestada a Thomas Caillot, cortou a parte vermelha da toalha e colocou-a num relicário, depois mostrou aos fiéis dizendo: “Minha boa gente: aqui está o Preciosíssimo Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo, porque eu lavei e torci esta toalha repetidas vezes e não consegui tirar esta mancha dela”. Todos os anos na cidadezinha de Blanot se rende homenagem à Relíquia do Milagre no dia da Festa de Corpus Christi.

1 “Conselho de homens probos”. Eram conselhos encarregados de resolver questões trabalhistas da época. I Probiviri representavam a autoridade, os empregados e empregadores.

Fonte:http://roddemetrio.blogspot.com/2010/06/milagre-eucaristico-de-blanot-franca.html

 
 
 

Artigo Visto: 232 - Impresso: 8 - Enviado: 0

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 3.218.332 - Visitas Únicas Hoje: 397 Usuários Online: 176