"...Então verão o Filho do homem voltar sobre as nuvens com grande poder e glória.." (Marcos 13)
 
       
 
Documento sem título
 




 
 
20/11/2014
A loteria do Papa Francisco para arrecadar fundos e doar aos pobres
 

A loteria do Papa Francisco para arrecadar fundos e doar aos pobres

Quinta, 20 de novembro de 2014

http://www.lacapital.com.ar/export/1416366520003/sites/core/imagenes/2014/11/19/11-19-ig2201.jpg_88717827.jpg

 

Há alguns dias nos escritórios do Vaticano abertos ao público foi afixado um simples cartaz. “Loteria beneficente para as obras de caridade do Santo Padre”. A rifa Papal. Do outro lado do Tibre explicam que o inverno bate às portas e Francisco não podia não pensar nos “seus” pobres, àquelas dezenas de pessoas, geralmente as mesmas, que todas as noites, vagando sem rumo, encontram um refúgio momentâneo no entorno da Praça São Pedro, embaixo das colunatas, nos degraus da igreja de Santa Maria da Traspontina, em frente a sala de imprensa. A iniciativa irá servir para arrecadar fundos para financiar projetos destinados aos desabrigados.

A reportagem é de Franca Giansoldati, publicada pelo jornal Il Messaggero, 18-11-2014. A tradução é de Ivan Pedro Lazzarotto.

O primeiro prêmio na corrida é um Fiat Panda 4x4, modelo euro 5+, com todos opcionais. Naturalmente na cor branca, porque o carro, assim como todos os outros prêmios, são doações que foram recebidas pelo pontífice no decorrer deste ano e que ele decidiu usar com o intuito de arrecadar dinheiro útil para iniciativas de cunho social. O segundo prêmio é uma bicicleta de corrida na cor azul celeste; o terceiro prêmio é uma bicicleta de cor laranja, dotada de cestinho; o quarto prêmio é uma bicicleta de passeio na cor cinza. O quinto prêmio é uma bicicleta tandem, o sexto prêmio é uma filmadora digital (HD) de uma marca japonesa. O rol de prêmios tem na sequência relógios, molduras de prata, canetas  refinadas, bolsas com porta-documentos, dispositivos wireless para iPod e iPhone, uma máquina de café da marca Illy®. Até mesmo um chapéu branco, modelo Panamá, da mais bem conceituada empresa equatoriana Homero Ortega.

Prêmios de Consolação

A estes objetos são somados outros tantos prêmios de consolação: sombrinhas, perfumes, sapatos, livros, cintos. Tudo colocado em disputa para que sejam gestos concretos de amor e de caridade.

Qualquer pessoa naturalmente poderá participar e ajudar o Papa Bergoglio na sua missão: “ajudemos os pobres”. Para isso é preciso somente adquirir um bilhete pelo custo de € 10,00 nos escritórios do Governo, nos pontos onde vendem-se moedas e selos, ou nos correios vaticanos, nas farmácias, nos museus e ainda no escritório de Peregrinos e Turistas onde a cada dia são registradas filas quilométricas de turistas estrangeiros.

O sorteio será feito no próximo dia 8 de janeiro de 2015, sob a fiscalização de um tabelião e do cardeal Giuseppe Bertello, diretor dos escritórios do Governo, um dos mais próximos colaboradores de Bergoglio, ao qual o Papa se reportou para tornar possível a loteria Papal. Por trás de tudo isso, ainda mais uma vez, existe porém o Capelão, padre Corrado Kraiewski, o arcebispo polonês encarregado pelo Pontífice a ser “o prolongamento das suas mãos”. Antes de torna-lo bispo foi chamado a Santa Marta para receber o seguinte mandato. Textual.

“Tu não será um bispo de escrivaninha. Tu deverá ser o prolongamento da minha mão para levar carinho aos deserdados e aos últimos da cidade. Eu não posso sair do Vaticano, mas tu sim”. 

E assim o é. Há um ano Padre Corrado circula pelas periferias de Roma a bordo de um utilitário para levar aos domicílios o dinheiro necessário para pagar boletos ou aluguéis atrasados, terços e imagens sacras. O último projeto que foi erguido pelo cardeal Bertello e pelo padre Kraiewski é a reestruturação de um pequeno local próximo às colunatas, dotando o mesmo de alguns chuveiros para que os desabrigados possam se lavar e trocar de roupas. Os trabalhos estão em andamento e estarão concluídos dentro de poucos dias. Nesse meio tempo a máquina organizadora da loteria se colocou em marcha enquanto ainda ressoam as palavras de Bergoglio durante a Missa na Igreja Santa Marta. Os cristãos não podem se isolar dos pobres para refugiar-se em um “microclima eclesiástico”.

 

Fonte:http://www.ihu.unisinos.br/noticias/537615-a-loteria-do-papa-francisco-para-arrecadar-fundos-e-doar-aos-pobres

 
 
 

Artigo Visto: 1080 - Impresso: 19 - Enviado: 6

 

 
     
 
Total Visitas Únicas: 4.240.723 - Visitas Únicas Hoje: 631 Usuários Online: 200